9 de outubro de 2012

A Princesa Descalça - Parte 15 - Continuação e fim.

            Imagem Google                                                                                  

Mandaremos também, modificar e construir as vossas habitações para que todos possam viver com dignidade, com mais conforto e bem-estar, para que vos sentis mais felizes


8 de outubro de 2012

A Princesa Descalça - Parte 14.

            Imagem Google
                                    Continuação

...Logo que a floresta ficou para trás, um dos homens escolhido pelo rei adiantou-se, cravou as esporas no dorso do animal e este partiu a galope.

7 de outubro de 2012

A Princesa Descalça - Parte 13.

                        Imagem Google                                                                               

                                      Continuação

.
..E o rei contou à filha a promessa que tinha feito. A princesa ficou radiante de felicidade por ela e pelo seu povo.
- Obrigada, meu pai. A partir da idade da razão 

6 de outubro de 2012

A Princesa Descalça - Parte 12.

                 Imagem Google
                                         Continuação

...uma gruta cavada num grande tronco de árvore. Parou, fez sinal para que todos o imitassem e, apontando na direcção dos lobos quase gritou: - Ali!!!

5 de outubro de 2012

A Princesa Descalça - Parte 11.

                                
      Continuação 

 ...Largos minutos decorreram e, depois de se terem embrenhado na floresta, alguns homens encontraram as fitas deixadas pela princesa, mas dela nem rasto

4 de outubro de 2012

A Princesa Descalça - Parte 10.

             Imagem Google                                                                 Continuação 


... Como já vimos, a princesa tinha escolhido um dia ao acaso para se aventurar no interior da floresta. Porém, aquele sábado não era um dia qualquer. Estava-se em Dezembro e era véspera de Natal.

1 de outubro de 2012

A Princesa Descalça - Parte 9.

Imagem Google
                             Continuação

...Decidiu então retomar o caminho de regresso, mas tudo se tornava cada vez mais escuro, fazendo-a caminhar aos tropeções e às apalpadelas. Muitas vezes tropeçava e via-se caída no chão.